Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

A atividade de Ensaios em Voo no Brasil teve início em 19 de julho de 1906, quando o inventor brasileiro, Alberto Santos Dumond, realizou o primeiro voo de um aeroplano no Campo de Bagatelle, na França.

 

Para garantir que ele pudesse testar com segurança o voo do modelo recém-construído, Santos Dumond acoplou um balão de nº 14 ao aeroplano. A função do balão era reduzir o peso efetivo da aeronave e facilitar a decolagem. Com isso, o brasileiro Santos Dumond realizava o primeiro Ensaio em Voo da história do Brasil.

 

Anos depois, na década de 1940, o Aviador Casimiro Montenegro Filho viajou aos Estados Unidos e visitou o Massachusetts Institute of Technology (MIT). Maravilhado com o que vira no MIT, decidiu criar um Instituto parecido no Brasil, com o objetivo de capacitar engenheiros para construção de aeronaves. Assim nasceu o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

 

O ITA foi construído na cidade de São José dos Campos – SP –, durante a década de 1950 e com ele, o Centro Técnico Aeroespacial (CTA), hoje denominado Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). O DCTA é um complexo de pesquisa e desenvolvimento aeroespacial que englobava diversos Institutos, entre eles o ITA e o Instituto de Pesquisas e Desenvolvimento (IPD).

 

Duas das responsabilidades do IPD eram: "ensaiar e homologar novos tipos de aeronaves produzidas no país bem como aeronaves modificadas ou alteradas e fornecer os certificados de tais homologações" e "ensaiar e homologar equipamentos, componentes e materiais de interesse dos órgãos da aeronáutica, por solicitação de outros órgãos do governo ou da indústria”.

 

O primeiro voo oficial de ensaio de uma aeronave desenvolvida no Brasil ocorreu em 18 de dezembro de 1958, envolvendo o protótipo do helicóptero BF-1 Beija-Flor. Em fins de 1961, foi criada a Seção de Operações e Ensaios em Voo subordinada ao IPD, a qual seria mais tarde denominada Subdivisão de Ensaios em Voo.

 

Esta Subdivisão foi evoluindo ao logo dos anos até se tornar uma Organização Militar em 10 de fevereiro de 2006, por meio da Portaria nº 175 / GC3, de 06/02/2006, revogada pela Portaria nº 48 / GC3 de 23/01/2007, a qual instituiu o Grupo Especial de Ensaios em Voo (GEEV).

 

Finalmente, em 9 de março de 2011, por meio da Portaria no 131/GC3, aprovada pelo Decreto no 5.196, de 26 de agosto de 2004 e alterada pelo Decreto no 5.657, de 30 de dezembro de 2005, o GEEV passou a ser o atual Instituto de Ensaios em Voo – IPEV.

 

Em homenagem ao primeiro voo de ensaio da história da aviação brasileira, o IPEV elegeu a data de 19 de julho para celebrar o seu aniversário, a contar de 2006, ano em que se tornara oficialmente uma Organização Militar.

 

 

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página