Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Curso de Preparação para Recebimentos de Aeronaves - CPRA

Publicado: Terça, 05 de Outubro de 2010, 16h11

Finalidade
O objetivo do CPRA é proporcionar aos pilotos e engenheiros o conhecimento necessário à execução de recebimento de aeronaves (aviões e helicópteros) saídas de linhas de produção, de grandes serviços de manutenção e/ou reparos, ou após revisão geral.
Ao final do curso, pilotos e engenheiros possuem a especialização necessária para planejar, programar, executar, acompanhar e analisar voos de recebimento.

Responsabilidade
O CPRA é realizado pelo Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo, por meio da Divisão de Formação em Ensaios em Voo, única instituição do gênero reconhecida internacionalmente no hemisfério sul.

Recursos Humanos e Materiais
Para o CPRA é adotada, em relação às demais atividades e projetos em andamento no IPEV, a prioridade necessária para assegurar o cumprimento do Currículo Mínimo.
O Currículo Mínimo é atendido com os recursos existentes no IPEV e demais Institutos do DCTA. Em consequência, o IPEV é o responsável por prever e solicitar o apoio que julgar necessário dos demais Institutos do DCTA.
Para realizar as palestras e as visitas previstas no Currículo Mínimo, o IPEV é o responsável por providenciar as diligências necessárias junto aos órgãos envolvidos.


Conselho de Instrução
Os alunos do CPRA são submetidos ao Conselho de Instrução do IPEV ao final do curso, ou extraordinariamente quando solicitado por seu coordenador.
Para tanto, ao final de cada quinzena, o coordenador do CPRA reúne os instrutores para avaliar o desempenho de cada aluno separadamente e solicitar a reunião do Conselho, se for julgado necessário.

Conclusão do Curso
O aluno recebe o diploma de conclusão do curso, nas modalidades de Piloto de Recebimento ou Engenheiro/Especialista de Recebimento, de aviões ou helicópteros, desde que tenha cumprido com aproveitamento o Currículo Mínimo do CPRA, previsto para ser realizado em 9 (nove) semanas presenciais.

Avaliação

Para avaliação do grau de aprendizagem são utilizadas provas escritas e desempenho em voo. Os graus de aproveitamento das provas escritas variam numa escala de 0 a 10. O grau mínimo em qualquer trabalho avaliado é de 6,5 (seis e meio). Caso não seja obtido o grau mínimo, o aluno é submetido a uma segunda chamada sobre a matéria ou exercício em questão. Para efeitos de classificação, nesse caso, é considerado o grau da primeira chamada. Com duas notas seguidas, ou três alternadas (incluindo a instrução aérea), abaixo do grau mínimo, o aluno é submetido a Conselho de Instrução.

Na avaliação da instrução aérea, os graus aplicados são:

 

6

Bom

5

Bem Satisfatório

4

Satisfatório

3

Satisfatório nos Mínimos

2

Deficiente

1

Perigoso

Todos os voos realizados durante o curso são avaliados quanto ao seu planejamento e execução. O grau mínimo a ser atingido no voo é 3.

Com o objetivo de estimular o desempenho dos alunos e premiar aquele que se destaca durante o curso, é oferecido ao primeiro colocado, na cerimônia de conclusão, um prêmio de Honra ao Mérito.

Preparação 

É necessário que o candidato ao curso possua conhecimentos básicos de matemática e física. Para auxiliar na preparação para o curso são fornecidas listas de exercício que abordam a matéria que o candidato deve dominar.

Listas de Exercícios - CPRA

Custo

Os cursos ministrados aos militares e civis não pertencentes ao efetivo das Forças Armadas devem ser indenizados ao IPEV, com valores a serem calculados anualmente.

Contato

Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV)
Divisão de Formação em Ensaios em Voo (EFEV)

Contato
Tel.: (12) 3947-4066 (EFEV)
3947-3473 (IPEV)
e-mail intraer: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
e-mail internet: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página